Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Ensino Técnico > Design de Interiores
Início do conteúdo da página

Curso Técnico em Design de Interiores

Publicado: Sexta, 04 de Maio de 2018, 11h55 | Última atualização em Sexta, 10 de Novembro de 2023, 12h52 | Acessos: 17679

Curso Técnico em Design de Interiores:

Projeto Pedagógico, Grade Curricular e outros Documentos do Curso

PPC do Curso alunos ingressantes 1° sem. 2023

Resolução de Aprovação

O Técnico em Design de Interiores possui uma ampla gama de opções de atuação, tais como: escritórios de arquitetura e de design, empresas especializadas em materiais e revestimentos, construtoras e imobiliárias, lojas de móveis, decoração e iluminação. Este profissional possui competências necessárias ao exercício profissional, definidas a partir da análise do processo de trabalho desse segmento, privilegiando as novas tendências culturais e mercadológicas identificadas. Seu dia a dia possibilita diálogos com arquitetos, marceneiros, pedreiros, pintores e eletricistas. O designer de interiores define ambientes residenciais, de trabalho ou de passagem, como consultórios, lojas, restaurantes, áreas de atendimento em bancos ou órgãos públicos

Mercado de Trabalho:

Instituições públicas, privadas e do terceiro setor.

A profissão de Designer de Interiores é reconhecida em todo o território nacional por meio da Lei N° 13369/2016, que dispõe sobre a garantia do exercício da profissão de designer de interiores e ambientes.

Em seu Artigo 2º, a lei define que “designer de interiores e ambientes é o profissional que planeja e projeta espaços internos, visando ao conforto, à estética, à saúde e à segurança dos usuários, respeitadas as atribuições privativas de outras profissões regulamentadas em lei.”

Não há, no entanto, na mesma lei, trecho em que se especifiquem atribuições diferenciadas a cada nível de formação na profissão, seja no Técnico, Tecnológico ou Bacharelado.

Os documentos que orientam a estruturação dos currículos dos cursos Técnico e Tecnológico de Design de Interiores (Resolução CNE n° 5, de 8 de março de 2004, que aprova as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Design e os Catálogos Nacionais dos Cursos Técnicos e Tecnológicos) não definem diferenças na formação que possam restringir o exercício das competências profissionais estabelecidas pela Lei N° 13369/2016.

A Resolução CFT n° 096 de 13 de fevereiro de 2020, que dispõe sobre as prerrogativas e atribuições dos profissionais Técnicos habilitados em Design de Interiores, reitera e garante o exercício profissional das atribuições constantes da Lei N° 13369/2016 pelos profissionais Técnicos.

Portanto, na prática, é permitido ao profissional designer de interiores que exerça TODAS as competências definidas no escopo da Lei N° 13369/2016, independentemente de seu grau de formação profissional.

Requisitos de Acesso:

Para matricular-se nos cursos técnicos oferecidos pelo IFSP – Campus Jacareí, o aluno candidato deverá:

  • Estar cursando o segundo ou terceiro ano do Ensino Médio ou ter concluído o Ensino Médio; e
  • Ter sido aprovado em processo seletivo da instituição.

Organização Curricular:

A Habilitação Profissional Técnica de Nível Médio de Técnico em Design de Interiores é composta por três módulos.
Ao completar os três módulos, entregar o Trabalho Final de Curso ou fazer o estágio supervisionado opcional o aluno receberá o Diploma de Técnico em Design de Interiores, desde que tenha concluído, também, o Ensino Médio.

Carga Horária:

Módulo 1: 301 horas, sem certificação.
Módulo 2: 285 horas, com certificação de Desenhista.
Módulo 3: 253 horas, com certificação de Técnico em Design de Interiores.

Duração do curso:

03 semestres.

Fim do conteúdo da página